sábado, 13 de novembro de 2010

Falange de mendigos na Umbanda?

Vira e mexe leio na Internet que uma nova lei está surgindo na Umbanda. Em alguns momentos são mendigos, em outros, pederastas, já tive inclusive o desprazer de ler que agora existe a falange dos caminhoneiros (?!). Se for piada, é de muito mau gosto.

O assunto tem sido tratado de forma jocosa em tantas comunidades de Umbanda que não há como deixar de falar sobre ele. Deixo claro que estou aqui colocando minha opinião baseada em quase quarenta anos de trabalho umbandista e não pretendo ser o dono da verdade muito menos tenho a pretensão de julgar ou acusar ninguém. Minha intenção é esclarecer do ponto de vista espiritual.Não duvido de forma alguma que um ou alguns mendigos possam trabalhar na Umbanda, mas sempre utilizando as linhas que já existem, jamais criando falanges estapafúrdias. Talvez com o passar dos anos (muitos anos, nossa geração não verá) possa haver uma linha deles devidamente trabalhada. Hoje não!

Com os pederastas a mesma coisa, trabalhamos com espíritos, você não acha que existam entre os quiumbas, e até mesmo entre os exus de lei alguns homossexuais? Mais longe ainda, será que entre tantas entidades da direita nunca houve ou haverá algum que tenha tido esse comportamento em vida? Negarmos isso seria negar a existência de tudo que acreditamos. Seria apregoar um preconceito que nós, como umbandistas praticantes, sabemos não ser a postura correta frente à religião. Um grande número de pais e mães no santo esconde lendas de diversos orixás onde se fala claramente do homossexualismo, isso não seria preconceito justamente em religiões espiritualistas que pregam o perdão e a caridade acima de tudo? Falanges ou linhas especiais de pederastas, mendigos, prostitutas não existem, isso é ponto. Mas que esses marginalizados pela sociedade trabalham em várias linhas de nossa Umbanda ninguém pode negar! O que não existe é a necessidade de uma entidade se apresentar como tal, pior ainda, se dizer dono ou chefe de nova falange criada no astral. Aos que acreditam minhas desculpas. Eu duvido!

Um comentário:

Anônimo disse...

Concordo! diferente de alguns que escondem a realidade,que existem orixas de historia homosexual.resumindo sobre tudo,tambem acredito que alguns mendigos manifestem porem dentro das linhas ja existentes beijao