sábado, 18 de setembro de 2010

As águas sagradas de Umbanda

A água é o elemento primordial de muitas entregas e rituais preparados na Umbanda. É muito comum ouvirmos nos terreiros que sete águas serão usadas para determinado fundamento. Listo abaixo os oito tipos mais comuns e suas respectivas imantações energéticas. Mas, porque oito? Explico: Dentre elas está o orvalho que, por ser muito delicado e conseguido apenas em porções mínimas é normalmente substituído pela oitava.


Pedra   Imantação de Xangô. Água retida em saliências entre pedras. Utilizada para atração de força física, disposição, boa-vontade e sabedoria.

Mar     Imantação de Iemanjá. Imã de energias negativas, anti-séptico e cicatrizante. Atrai fertilidade, calma e harmonia.

Mina    Imantação de Oxum e Nanã. Atrai força, vitalidade e boas vibrações por isso é bastante indicada para firmeza das quartinhas de assentamentos.

Chuva   Imantação de Nanã e Oxum. Descarrega, limpa e purifica. Muito usada para fundamentar quartilhões de porteiras.

Cachoeira  Imantação de Oxum e Xangô. Trabalha os sentimentos atraindo alegria, jovialidade e saúde.

Rio   Imantação de Oxum. Traz determinação e garra. Atrai bons pensamentos e pureza de sentimentos.

Poço   Imantação de Nanã - Trabalha a resistência e a força mental. Atrai sabedoria e paciência. 

Orvalho   Imantação de Oxalá. Deve ser recolhido das folhas, ao amanhecer. Utilizada para atração de calma, paciência e fecundidade.

2 comentários:

KAMALEOA disse...

OLÁ, GOSTARIA DE SABER QUAL A ÁGUA LIGADA AO ORIXÁ YANSÃ E SEU VIBRACIONAL...SERIA ÁGUA DE RIO? TEMPESTADE/CHUVA?

LUIZ CARLOS PEREIRA disse...

Kamaleoa, Iansã não é um orixá de águas, mas de fogo e vento. Por isso normalmente não se coloca esse ítem para ela. No entanto se seguirmos a tradição do orixá, a água mais apropriada para um trabalho seria a água recolhida no bambuzal após uma chuva com raios e ventos. Axé!