sábado, 21 de maio de 2011

Padroeira dos Ciganos - Santa Sara Kali

Sara é a Padroeira dos ciganos nos quatro cantos do mundo.



Existem várias versões para as lendas de Santa Sara Kali. Uma delas, talvez a mais difundida, conta que entre os anos 44 e 45, por causa das perseguições cristãs, pela ira do Rei Herodes, alguns discípulos de Jesus Cristo foram colocados em embarcações e lançados ao mar, entregues à própria sorte. Em uma dessas embarcações estavam Maria Madalena, Maria Jacobina, irmã da mãe de Jesus, Maria Salomé, mãe dos apóstolos Tiago e João, José de Arimatéia e Trofino que, junto com Sara uma cigana escrava, foram atirados ao mar. Milagrosamente a barca, sem rumo, atravessou o oceano e aportou em Petit-Rhône, hoje Saint-Marie-de-La-Mer, na França.


As três Marias, em desespero, sem esperanças de sobreviver, choravam e rezavam o tempo todo. Sara, ao ver o sofrimento das amigas, retirou o diklô (lenço) da cabeça e chamou por Kristesko (Jesus Cristo), fazendo um juramento ao Mestre, em quem depositava fervorosa fé. A cigana prometeu que, se todos se salvassem, ela seria escrava do Senhor e jamais andaria com a cabeça descoberta, em sinal de respeito.


O diklô é um simbolismo forte entre os ciganos. Significa a aliança da mulher casada em sinal de respeito e fidelidade.


O Santuário de Santa Sara Kali está localizado na Igreja de Notre Dame de La Mer, cidade provençal de Saint-Marie-de-La-Mer, no sul da França. Todos os anos, ciganos do mundo inteiro peregrinam às margens do mar Mediterrâneo para louvar Santa Sara, nos dias 24 e 25 de maio, onde sua imagem é coberta de lenços. Sendo ela uma protetora da maternidade, mulheres que não conseguem engravidar e mulheres que pedem por um bom parto, ao terem seus pedidos atendidos, depositam aos seus pés um lenço. Esse hábito faz com que centenas de lenços se acumulem aos seus pés.


As pessoas fazem todo tipo de pedido para Santa Sara, por sua fama de atender a todos os que depositam nela uma verdadeira fé. Mas perseguirá os opressores, os racistas, aqueles que vão contra seus protegidos prímevos, que são os ciganos É a santa dos desesperados, dos ofendidos e dos desamparados.


Na Umbanda é sempre louvada pela falange dos ciganos e muitos terreiros festejam esses trabalhadores na mesma data de sua padroeira.


SARAVÁ SANTA SARA KALI!


ARRIBA POVO CIGANO!

Um comentário:

paulo emilio rodrigues ferreira disse...

Excelente.Esclarecedor. Escrito com profundidade e clareza.
Paulo