sábado, 7 de maio de 2011

Espiritualismo ou Espiritismo?

Muitos médiuns têm dúvidas ao responder essa questão. Somos nós, os umbandistas, espíritas ou espiritualistas? Façamos algumas observações e para isso temos que partir do principio que “todo espírita
é, necessariamente, espiritualista, mas nem todos os espiritualistas são espíritas”.

A Umbanda é uma doutrina espiritualista, já que estabelece a comunicação entre os vivos e os mortos, admitindo, conseqüentemente, a sobrevivência do Espírito após a morte do corpo físico; crê na evolução através das vidas sucessivas e no resgate, pela dor, das faltas cometidas em existências anteriores.

Pelas leis e fundamentos da doutrina espírita a Umbanda não se encaixa na denominação “espiritismo”, já que esta, admite cerimônias litúrgicas, como o casamento e o batizado; além disso, os umbandistas conservam em seus altares imagens de santos, orixás e outras representações de energia para o completo exercício de seus rituais, coisas impensáveis na lei espírita. A defumação com uso de ervas que fazemos em nossos terreiros também nos afasta da seara espírita, já que o Espiritismo não admite nenhuma forma de dogma ou rito.

Devemos ainda lembrar que o espiritismo é a doutrina estudada e descrita por Allan Kardec, portanto espíritas são os seguidores dessa doutrina. Espiritos, todos somos, mas espíritas, somente alguns são. Assim como não existe um espírita kardecista, por ser redundância, também não deve existir o espírita umbandista que é somente umbandista e ponto.

Respondendo finalmente a questão inicial: nós, umbandistas, somos espiritualistas, mas não temos necessidade alguma de ficar esmiuçando o assunto. Ao sermos indagados sobre nossa religião devemos responder apenas: Sou umbandista!

Um comentário:

TAEPO - Tenda de Apoio Espiritual Pai Ogum disse...

Ótimo texto, bastante claro. Meus parabéns.

Rafael d'Ogum