domingo, 26 de dezembro de 2010

Oxalá e o Natal

Passados os burburinhos dos festejos causados pelo Natal é hora de falar sério. Li em um Blog, cujo nome não vem ao caso, a seguinte mensagem na semana natalina: “ No dia de Natal, vamos louvar o nascimento de Oxalá!”. O que? Pensei comigo. Tornei a ler. Era isso mesmo. Confusão total.

Explico: O sincretismo adotado em nossa religião nos leva a identificar Oxalá com Jesus Cristo, mas é apenas isso, identificação. É o nascimento de Jesus que é lembrado nesse dia. Oxalá nada tem a ver com isso, apesar de, novamente pelo sincretismo, adotarmos o dia 25 como dia de Oxalá em muitos terreiros. Mas torno a dizer: Oxalá não é Jesus! Gravem isso, por favor.

Nós Umbandistas, festejamos a data como uma egrégora. Festejamos a união e a paz desse período, já que nossa religião prega esses conceitos. Porém não somos cristãos e as oferendas a Oxalá que ofertamos, nessa, como em todas as datas sincréticas, são de agradecimento e não de culto ao nascimento que, definitivamente não é o dele! Um pouco de estudo e aprofundamento sobre nossos costumes religiosos não faria mal a  algumas pessoas. Lamentável!

Um comentário:

MEDIUM disse...

Olá, irmão!

Venho aqui desejar-lhe muito axé na passagem de ano, e assim saudo a sua Banda: Salve suas Forças e que Oxalá As fortaleça cada vez mais.

Que as bençãos de Oxalá recaiam sobre si! Axé!