sábado, 15 de agosto de 2009

História de Zé Pelintra


Jose Emerenciano nasceu em Pernambuco, filho de uma escrava forra com seu ex-dono, teve algumas oportunidades na vida. Trabalhou em serviços de gabinete, mas não suportava a rotina. Estudou, pouco, pois não tinha paciência para isso. Gostava mesmo era de farra, bebida e mulheres, não uma ou duas, mas muitas. Houve uma época em que estava tão encrencado em sua cidade natal que teve que fugir e tentar novos ares. Foi assim que Emerenciano surgiu na Cidade Maravilhosa. Sempre fiel aos seus princípios, está claro que o lugar escolhido havia de ser a Lapa, reduto dos marginais e mulheres de vida fácil na época. Em pouco tempo passou a viver do dinheiro arrecadado por suas "meninas", que apaixonadas pela bela estampa do negro, dividiam o pouco que ganhavam com o suor de seus corpos. Não foram poucas as vezes que Emerenciano teve que enfrentar marginais em defesa daquelas que lhe davam o pão de cada dia. E que defesa! Era impiedoso com quem ousasse atravessar seu caminho. Carregava sempre consigo um punhal de cabo de osso, que dizia ser seu amuleto, e com ele rasgara muita carne de bandido atrevido, como gostava de dizer entre gargalhadas, quando nas mesas dos botecos de sua preferência. Bebia muito, adorava o álcool, desde a cachaça mais humilde até o isque mais requintado. E em diversas ocasiões suas meninas o arrastaram praticamente inconsciente para o quarto de uma delas. Contudo, era feliz, ou dizia que era, o que dá quase no mesmo. Até que conheceu Amparo, mulher do sargento Savério. Era a visão mais linda que tivera em sua existência. A bela loura de olhos claros, deixava-o em êxtase apenas por passar em sua frente. Resolveu mudar de vida e partiu para a conquista da deusa loura, como costumava chama-la. Parou de beber, em demasia, claro! Não era homem também de ser afrouxado por ninguém, e uns golezinhos aqui e ali não faziam mal a ninguém. Dispensou duas de suas meninas, precisava ficar com pelo menos uma, o dinheiro tinha que entrar, não é? Julgava-se então o homem perfeito para a bela Amparo. Começou então a cercar a mulher, que jamais lhe lançara um olhar. Aos amigos dizia que ambos estavam apaixonados e já tinha tudo preparado para levá-la para Pernambuco, onde viveriam de amor. Aos poucos a história foi correndo, apostas se fizeram, uns garantiam que Emerenciano, porreta como era, ia conseguir seu intento. Outros duvidavam Amparo nunca demonstrara nenhuma intimidade por menor que fosse que justificasse a fanfarronice do homem. O pior tinha que acontecer, cedo ou tarde. O Sargento foi informado pela mulher da insistente pressão a que estava submetida. Disposto a defender a honra da esposa marcou um encontro com o rival. Emerenciano ria, enquanto dizia aos amigos: - É claro que vou, ele quer me dar a mulher? Eu aceito! Vou aqui com meu amigo... - E mostrava seu punhal para quem quisesse ver. Na noite marcada vestiu-se com seu melhor terno e dirigiu-se ao botequim onde aconteceria a conversa. Pediu uísque, não era noite para cachaça, e começou a bebericar mansamente. Confiava em seu taco e muito mais em seu punhal. Se fosse briga o que ele queria, ia ter. Ao esvaziar o copo ouviu um grito atrás de si: - Safado! - Levantou-se rapidamente e virou-se para o chamado. O tiro foi certeiro. O rosto de Emerenciano foi destroçado e seu corpo caiu num baque surdo. Recebido no astral por espíritos em missão evolutiva, logo se mostrou arrependido de seus atos e tomou seu lugar junto a falange de Zé Pelintra. Com a história tão parecida com a do mestre em questão, outra linha não lhe seria adequada. Hoje, trabalhador nos terreiros na qualidade de Zé Pelintra do Cabo, diverte e orienta com firmeza a quem o procura. Não perdeu, porém, a picardia dos tempos de José Emerenciano. Sarava Seu Zé Pelintra!
Luiz Carlos Pereira

11 comentários:

jequiti disse...

adorei a história do zé, achei este blog bonzão, sta de parabens ainda não vi tudo hein, apesar de ser candomblecista eu nasci dentro de uma umbanda

gloria lopes disse...

Adorei Luís,sabe é assim que eu conheço esse mestre,que em muitos momentos foi para mim uma Luz divina,gostaria que todos o conhecesse em sua plenitude tal como o conheci, mas não existem médiuns como antigamente.Chegam a dizer que Zé Pelintra é Egum.Abraços .Volto a me comunicar com ^você .

africa em nos disse...

Olá Equipe de A Umbanda como ela è, boa tarde!


Somos a Assessoria de imprensa digital da campanha fotográfica África em Nós, criada pela Secretaria da Cultura de São Paulo, com a curadoria do fotógrafo Walter Firmo.

Estamos entrando em contato, pois seu blog foi altamente recomendado pela nossa equipe. Ficaremos grato ao retornar este e-mail para nós africaemnosoficial@gmail.com

Desde já, os nossos agradecimentos.



Assessoria África em Nós | http://www.africaemnos.com.br

J.L disse...

Luís, fiquei feliz ao encontrar A Umbanda Como Ela É, pois é muito difícil achar um blog tão bom. Estou começando o meu agora, só com coisas mais amenas, mas voltado a verdadeira umbanda. Não me entendo muito ainda com o computador, mas vou levando e com certeza seu blog será uma estrela guia. Parabéns.....Abraço do amigo J.L.

LUIZ CARLOS PEREIRA disse...

Obrigado JL pela gentileza das palavras. Fique a vontade e me procure caso precise de algo!Muita sorte para seu blog! Um abraço e muito axé meu irmão!

Izabel disse...

Encontrei por acaso seu blog, mas certamente já está entre meus favoritos! DOREI! Parabéns pelo belo trabalho! Abraços..

pedro paulo disse...

massa essa histori do seu zé !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

eu guilherme sou um médium e uns dos meus guias e seu zé Pilintra todo que vao no terreiro que eu vou gostao muito dele e eu tmb

cibéria disse...

Gostei da história, nasci e cresci dentro de um terreiro de umbanda e concordo quando dizem que quase nao se ve mais uma umbanda verdadeira, as pessoas tem misturado as coisas, minha mae é médium de berço e recebe seu zé, as historias da vida dele são várias pq todos sabemos que existe a falange do seu zé, senao como ele poderia estar ao mesmo tempo em tantos lugares né, a falange, são espiritos escolhidos por ele(o cabeça), que tiveram a vida semelhante a de seu zé ou que de alguma forma se identificam com ele e sao escolhidos para trabalhar em seu nome, prestando contas é claro ao chefe, mas nisso as vezes cada um acaba contando sua própria historia, que por ser parecida com a do verdadeiro, acabamos tendo varias versões, Zé Pelintra nasceu escravo no interior de minas (isso mesmo), mas foi vendido ainda bebe para um grande fazendeiro de café da Bahia onde cresceu ajudando o patrao que deu a ele estudo, se formou advogado, e como ajudava administrar a fazenda acabou dono de tudo depois da morte do patrão, mas como era muito boemio, e viciado em jogos, e mulheres, acabou com toda sua fortuna antes de morrer, caído numa beira de trilho, que é seu lugar de oferenda na umbanda,porisso é considerado advogado dos pobres, claro que cada entidade conta uma historia, mas espero que gostem dessa que ouvi do próprio. claro que ela tem muitos outros detalhes mas vai ficar muito longa, bjs

wagner oliveira disse...

gostei muinto de historia de zé pilintra. Mas eu gostaria de saber se essa é a historia real dele

Anônimo disse...


Poderoso Zé Pelintra, toma-me sob vossa proteção, desviai de minha casa, de nossas vidas os espíritos atrasados e obsessores, enviados pelos nossos inimigos encarnados e desencarnados e pelo poder das trevas. Iluminai nosso espírito e nosso amor (DJMS e SMPS), nossa alma, nossa inteligência e nosso coração, com vosso amor do nosso Pai Oxalá. Valei-me Zé Pelintra, neste pedido que faço agora, concedendo este milagre, junto a nosso Senhor e a Virgem Santíssima, nossa rainha, em favor deste pedido que faço agora, que é ter este homem (DJMS) me amando e me querendo, me desejando e que saiba que sou diferente de todas que ele já conheceu ,que me respeite e principalmente me de muito dinheiro e sempre queira estar ao meu lado EL ME AJUDE SEMPRE a ter minha independência financeira que eu possa me sustentar a mim e minha família, preciso urgente desse homem,me amando e me querendo, que ele (DJMS) á partir de agora me ligue todo os dias, duas ou mais vezes ao dia, que ele (DJMS) não tenha paz e sossego enquanto não falar comigo (SMPS) agora vai! nesse momento buscar o pensamento dele em mim (SMPS) E QUE ME LIGUE JÁ me pedindo perdão e dizendo que está com muitas saudades e precisa DO MEU AMOR, transar comigo GAR !!logo pois se que publicar esta oração com fé. Ele (DJMS)vai ficar louco, pois só eu El dou prazer para ele(SMPS), mais ninguém e que Deus na sua infinita misericórdia nos cubra de bênçãos, e que aumente a vossa luz, para que possais espalhar na terra o amor de nosso Senhor. Amém. Muito Obrigado. Sei que estou certa que farás tudo pelo nosso amor. Confio e espero. Dê-me um sinal breve por favor, pois o QUERO VER ESTE HOMEM APAIXONADO por MIM EL muito e quero que ele(DJMS ) me ame como nunca amou ninguém, que o meu cheiro fique para sempre nas sua narinas e ele (DJMS) não sinta prazer COM outras e esqueça delaS de vez, e todas que já andou,que eu el não saia do seu pensamento que ele não tenha prazer com nem UMA OUTRA MULHER a não ser comigo (SMPS).
AMÉM


SARAVÁ SEU ZÉ PELINTRA!!!
PRESTO POIS A MINHA SINGELA HOMENAGEM TAMBÉM A SEU ZÉ PELINTRA.
ELE ESTA EM MINHA CASA,ELE É BOM,MAS NÃO GOSTA DE BRINCADEIRA.
DEFENSOR DE TODAS AS MULHERES,JOGADOR INVETERADO,TUDO DÁ E TUDO TIRA.
COM RESPEITO ZÉ PELINTRA.ELE É POIS MEU AMIGO.
EU SOU AMIGA DELE,ME DEFENDE DE TUDO E TODOS.
SARAVÁ SEU ZÉ.PEDE PARA SEU ZÉ,ELE DÁ O QUE VOCE QUER.
SEJA HOMEM OU MULHER,MAS TEM DE LHE AGRADAR.
AMARRAÇÃO DE ZÉ PELINTRA NINGUÉM TIRA,OU TERÁ DE SE VER COM ELE.
COM MUITA ESTIMA E CARINHO,SARAVÁ SEU ZÉ PELINTRA