domingo, 8 de março de 2009

Mulheres na Umbanda


A sociedade por muito tempo teve um comportamento machista, a mulher era relegada a segundo plano, levada a um estado de completa submissão:
Pais que escolhiam casamentos para as filhas
Não podiam Votar
Não podiam trabalhar fora
Não podiam participar das conversas “de homens”
Tinham de obedecer cegamente aos maridos
Em algumas épocas eram inclusive impedidas de estudar, pois “não precisavam”
Este comportamento de certa forma foi trazido para o meio Umbandista, e o que é pior e que em muitos locais perduram até hoje:
Mulher não pode trabalhar menstruada
Mulher não pode tocar atabaques
Mulher grávida não pode trabalhar
Mulher não pode presidir cerimônia de casamento ou batizado, etc…
Que me desculpem aqueles que pensam e trabalham desta forma, mas ate hoje ninguém me apresentou um argumento que me convencesse destas restrições impostas às mulheres.
No meu entender, existe um agravante, estas “normas”, não ficaram somente no lado material, atingiram também o Astral, principalmente em ralação às Pombas Gira, entidades muito valiosas e preciosas dentro de um terreiro.
Existem muitos que ainda acreditam que toda Pomba Gira foi uma prostituta e que só trabalha o lado sexual, que só serve para arrumar companheiro ou desmanchar relacionamentos, que se incorporar num médium masculino este vai virar homossexual, a por ai vai…
Cheguei até a ouvir e ler em algum lugar que uma Pomba Gira não pode tomar a frente de um trabalho, pois ela é apenas auxiliar dos Exus, quanta prepotência…
Basta abrirmos os olhos e vermos a proporção de mulheres que militam na Umbanda em relação aos homens, eu ousaria colocar na casa dos 60 ou 70 %, agora tentem imaginar seu terreiro sem as mulheres…
Tem um ditado antigo que diz:
“Por trás de um grande homem tem sempre uma grande mulher”
Eu ousaria mudar este ditado, e ele ficaria assim:
“Ao LADO de um homem que realiza um bom trabalho, tem sempre pelo menos uma grande mulher”.
Dias atrás um amigo, durante uma conversa me disse que achava que eu estava fazendo um bom trabalho frente à ASSEMA.
Pois bem tenho a mais absoluta certeza que um dos principais motivos para que este trabalho esteja sendo bem feito, é que tenho ao meu LADO, varias grandes mulheres, FÁTIMA, OLGA, LUCIANA, ROSA, PATRÍCIA SILVA, ROSANA, REGINA, LILIAN, MARISTELA, PAMELA, MICHELLE, e por que não minha pequena CAROLINE, isto sem falar das valiosas “MULHERES DE ARUANDA”.
Marco Boeing
Dirigente da ASSEMA/Curitiba

Um comentário:

luciana dufrayer disse...

Muito bom, quem dera que todos tivessem essa visão e sse esclarecimento. Saudades.